Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável anuncia vencedores

A 9ª edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável anuncia nesta sexta (16) os cinco projetos universitários vencedores que propõem soluções de sustentabilidade aplicadas a diversos segmentos da engenharia, da arquitetura e da agronomia.

Os cinco projetos vencedores, de universidades de Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, foram analisados por uma comissão julgadora sob a ótica da viabilidade econômica, responsabilidade ambiental e inclusão social.

Cada trabalho receberá R$ 60 mil – o autor ou grupo, o orientador e a universidade ganham R$ 20 mil cada.

Veja abaixo os vencedores (por ordem alfabética):

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS
Tema: Estudo das Propriedades Mecânicas de Pavers de Concreto Obtidos Através da Introdução de Resíduos Plásticos Oriundos da Indústria de Embalagens
Estudante:
Bárbara Pinto do Nascimento - Engenharia Ambiental
Orientadora: Profº Dr. Aguinaldo Lenine Alves

Resumo: O trabalho pesquisou o uso de pellets de material plástico (resinas termoplásticas) oriundos de embalagens descartadas como partes do concreto preparado para a produção de “pavers” (lajotas). Essas lajotas são utilizadas em calçadas e pavimentos. O uso de pellets de resíduos plásticos substituiu parte dos agregados miúdos do concreto (areia e brita) como uma das soluções para uso de resíduos plásticos. Os resultados mostraram melhorias da resistência e durabilidade das lajotas com o uso de pellets de plástico.

Universidade Federal do Espírito Santo – UFES
Tema: A influência da janela no consumo de energia em edificações residenciais multifamiliares
Estudante:
Filipe Galina Costalonga - Arquitetura e Urbanismo
Orientador: Profª Dra. Edna Aparecida Nico Rodrigues

Resumo: A pesquisa investigou o desempenho térmico de um ambiente ventilado naturalmente, com modelos de janelas diferentes considerando a variável de “Desconforto Térmico”. No trabalho, a autora estudante fez um estudo comparativo do consumo de energia para o resfriamento de habitações residenciais multifamiliares comuns segundo diferentes tipos de janelas. O resultado indicou um modelo de janela que permite reduzir em até 36% o consumo de energia pelo uso da ventilação natural com sombreadores.

Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ
Tema: Modelo de Usina de Energia das Ondas: Água e Energia, o Binômio da Infraestrutura
Estudantes:
Lucas Osório e Castro Portes – Engenharia Naval
Alexander Kataoka Ishikawa – Engenharia Naval
Orientador: Profº Dr. Luiz Antonio Vaz Pinto

Resumo: O trabalho propôs um modelo de conversor de energia que utiliza ondas do mar, gerando energia e água dessalinizada para abastecimento e irrigação de forma sustentável. Aplicável a regiões onde há escassez de recursos hídricos ou onde não há disponibilidade de energia elétrica, a solução poderá servir a populações carentes.

Universidade de São Paulo – USP
Tema: Seletora de Mudas de Cana-de-açúcar
Estudantes:
Fernando Antonio Torres Velloso da Silva Neto - Engenharia Mecatrônica
Henrique Oliveira Martins - Engenharia Mecânica
Fernando Paes Lopes - Engenharia Mecatrônica
Orientador: Profº Dr.  Eduardo de Senzi Zancul

Resumo: O projeto consistiu no desenvolvimento de um protótipo para automação da atividade de seleção de mudas de cana de açúcar produzidas nos processos de pré-brotação, antes de serem encaminhadas para plantio. O sistema é capaz de identificar a qualidade baseada no grau de desenvolvimento da muda segundo critérios previamente estabelecidos, e selecioná-la como “apta” ou “não apta”, aumentando a eficiência do plantio com melhor produtividade e redução de perdas.

Universidade Federal de São João Del Rei – UFSJ
Tema: Usinas hidrelétricas e mortandade de peixes: Desenvolvimento de tecnologia para estudo e mitigação do impacto visando a sustentabilidade no setor elétrico
Estudantes:
Gustavo Luz Carvalho - Engenharia Civil
Lázara Rodrigues de Oliveira Fonseca - Engenharia de Telecomunicações
Deysiane Silva Martins - Engenharia Química
Sarah Santana Menezes - Engenharia Civil
Orientador: Profº Dr. Luiz Gustavo Martins da Silva

Resumo: A pesquisa investigou os impactos e as causas de efeitos sobre peixes ao passarem por turbinas hidráulicas em barragens de geração de energia. Os resultados mostraram o efeito da descompressão sofrida pelos peixes com danos a órgãos internos que podem levar à morte. Os ensaios em modelos reduzidos e nos testes com tecidos dos peixes levaram a resultados com recomendações de ações aplicáveis a um grande número de barragens com potencial para melhorar o desempenho em sustentabilidade dos empreendimentos hidrelétricos no Brasil.

O Prêmio Odebrecht é uma iniciativa dos negócios da Organização Odebrecht. Além de ser realizada no Brasil, a premiação também é feita em outros dez países: Angola, Argentina, Estados Unidos, México, Panamá, Peru, República Dominicana, Venezuela, Equador e Colômbia.